Junho 2011 | Motor-Mais

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Lotus Esprit


Conforme o site americano "Automobile Mag" a Lotus está preparando uma versão superesportiva do Esprit, denominado de Esprit Superleggera, que pode chegar a 212 mph (aproximadamente 339 km/h), ganhando o título de carro mais rápido da Grã-Breetanha (título da então McLarenn MP4-12C, chegando a 205 mph).


O Lotus Esprit será o primeiro de uma série de novos carros da Lotus.
O Esprit estreou em 2010 no Paris Motor Show, ao lado do Elise, Elite, Elan e Eterne.


O modelo Superleggera irá juntar-se três outras variantes do Esprit: cupê, conversível, e telhado de vidro-targa. Além disso, conforme a "Auto Express", a Lotus está planejando um carro de cidade chamado Ethos. Ele vai competir com o Aston Martin Cygnet, e será desenvolvido em cooperação com a Proton, empresa que detêm grande participação da Lotus.


Conforme a "Auto Express", o Lotus irá utilizar um motor 4.8 litros, V8, gerando 612 cv a 9.000 rpm.
Além disso, o superesportivo contaria com uma trasmissão com dupla embreagem de sete velocidades. O carro terá um corpo mais forte de alumínio, mais leve que os modelos menores que o Esprit.
Ele é projetado para bater 60 mph (96 km/h) em menos de três segundos, e atingir uma velocidade máxima de 212 mph (aproximadamente 339 km/h). Ambas as estatísticas da Grã-Bretanha, o Lotus venceu a McLaren MP4-12C.


Preços de carros aqui e lá fora...


O site "Uol" fez uma bela comparação que merece atenção dos brasileiros.
O "Uol Carros" selecionou 10 carros e comparou os preços destes veículos vendidos aqui e os mesmos modelos vendidos no exterior.

De fato, o que impressiona é a diferença gritante dos preços.
Um exemplo claro disso foi a diferença de valor do Honda City, que é produzido no país na fábrica de Sumaré - SP, ser vendido aqui por R$ 56.210,00 e no México, país importador, ser vendido a R$25.800,00 (cerca de 200 mil pesos), conforme informações no site.

Vale a pena ver as comparações. Clique aqui para acessar o "Uol Carros"


quarta-feira, 29 de junho de 2011

Renault Fluence ZE Elétrico


Diferentemente daqui do Brasil, na Europa os carros elétricos estão em alta e já são realidade.
Conforme o site inglês "Auto Car" , a Renault apresentou o Fluence ZE elétrico, que terá um custo de £$17.850, tornando o carro elétrico mais acessível do Reino Unido.

O Fluence ZE elétrico possui tomadas em ambos os para-lamas dianteiros, facilitando assim o carregamento da bateria do veículo.

O Fluence ZE é alimentado por um motor elétrico de 94cv, com 23,0 kgfm de torque, com um rendimento de até 184 km, "dependendo da forma de condução e as condições da estrada", conforme a Renault

O Renault Fluence ZE elétrico já está para reservas online no Reino Unido, mediante o pagamento de £$ 20.


terça-feira, 28 de junho de 2011

Peugeot 3008 HYbrid4, a primeira série de híbridos da Peugeot


Conforme o site inglês "Car Magazine", a Peugeot vai lançar o novo 3008 HYbrid4 no outono inglês (correspondente ao mês de setembro) deste ano, como carro mundial diesel-elétrico, sendo o primeiro híbrido de uma série de carros deste tipo, provenientes da Peugeot e Citroen.

O preço também foi divulgado pela montadora francesa, cerca de £$ 26.995.
Embora seja um preço "salgado", a Peugeot espera vender cerca de 10 mil unidades no primeiro ano e tem como meta 100 mil unidades até 2015.

O HYbrid4 possui um motor elétrico de 37 cv para mover as rodas traseiras, permitindo a condução de emissões zero completa, oferencedo autonomia de três quilômetros e velocidade de até 48 km/h.

O motor elétrico é equipado com baterias de íons de lítio, diferentemente do 3008 HYbrid4 modelo, que possuia células de níquel-hidreto de metal. O motor elétrico possui o sistema de recarregamento quando acionado os freios.
Além do motor elétrico, o Peugeot 3008 HYbrid4 possui um motor a diesel 2.0 litro HDI, capaz de gerar 163 cv.


segunda-feira, 27 de junho de 2011

Nova fábrica da Nissan no Brasil


Conforme publicação do site "Quatro Rodas", a Nissan deseja aumentar a sua participação em novos mercados e segmentos, inclusive no Brasil, sendo assim, anunciou um plano de médio prazo denominado "Nissa Power 88".
De acordo com o site, o presidente e CEO da marca Carlos Ghosn afirmou que "o plano entra em vigor imediatamente e irá abranger os anos fiscais de 2011 a 2016".

Dentre os destaques deste plano de crescimento da marca japonesa, está a contrução de uma nova fábrica no Brasil, com capacidade de produção de 200 mil unidades anualmente.

A Nissan também planeja aumentar sua participação em mercados emergentes como o próprio Brasil, Rússia e Índia até 2016.

Além disso, no início de 2012, a Nissan deverá fabricar cerca de 1,2 milhão de unidades na China, o maior mercado do mundo. Com isso, a marca terá um share de 10% no mercado chinês, 8% no mercado mundial.

Quanto aos novos produtos, o plano da montadora japonesa prevê um modelo totalmente novo a cada seis semanas nos próximos seis anos, totalizando assim, um portifólio global de 66 modelos, cobrindo 92% dos mercados e segmentos.

Ademais, conforme o site "Quatro Rodas" "O programa "Mobilidade para todos" terá novos modelos e veículos comerciais leves (LCVs), desenvolvidos para segmentos de entrada e para mercados emergentes".

A Nissan, está com planos também quanto à sustentabilidade, a qual informou que o objetivo da montadora é comercercializar 1,5 milhão de unidades elétricas na aliança Renault-Nissan para veículos com zero emissão.
Além disso, a idéia da marca japonesa é apresentar mais de 90 sistemas avançados.

Por fim, a Nissan aposta também no crescimento da marca de luxo Infiniti, a qual tentará atingir 10% do mercado global de luxo, além da expansão da rede de concessionárias para 7 mil pontos até 2016.


sábado, 25 de junho de 2011

Divulgada as imagens do Renault Koleos 2012


A Renault divugou imagens e especificações limitadas de seu futuro SUV Koleos, que será lançado na Europa antes do final do ano.


As mudanças mais notáveis estão na parte frontal do carro, que agora apresenta um design mais atraente, com uma nova grade e os faróis mais elegantes, diferentemente do Koleos atual.
A traseira permanece inalterada, no entanto, o novo Koleos apresenta luzes de LED. Uma nova cor, Cayenne Orange (foto), também foi adicionado à lista de opções.


No interior, a cabine recebeu uma atualização para os materiais utilizados e um novo design para a instrumentação. Também suspeito que o facelift virá com uma lista de itens padrão maior, embora o carro atual não deixa muito a desejar. Na Europa, o Koleos terá navegação por satélite, ar condicionado e um sistema de som Bose de série.


Dependendo do mercado, três motores estarão disponíveis: dois motores Turbodiesel 2.0 litros, sendo o primeiro com 149cv e o segundo com 175 cv.
O Terceiro motor seria o mesmo 2.0, no entanto, a gasolina, rendendo 169cv.

Do mesmo modo que é vendido hoje, o Koleos 2012 terá opções de câmbio manual e automático, bem como tração dianteira e integral.


sexta-feira, 24 de junho de 2011

Flagrado o novo Peugeot 208, com uma pesada camuflagem


Espiado pelo site inglês "Auto Car", o novo Peugeot 208 será menor e mais leve que o Peugeot 207.

Fontes internas da Peugeot informaram que as dimensões menores do 208 não terá impacto sobre o interior do carro, e que pode até mesmo crescer o espaço interno. O novo Peugeot perdeu 100 kg em comparação ao atual 207.

O 208 vai ser influenciado pelo conceito da montadora francesa, o SR1 concept. O novo 208, portanto, terá uma frente com o "nariz" menor e "olhar" e traços mais elegantes.


A qualidade interior também vai ser melhorada, com foco no estilo mais simples e materias de alta qualidade.

Quanto ao motor, a Peugeot está centrada em um modelo GTI, sendo um 1.6, alimentado por um turbocharged, que desenvolve 202cv.
Pensando em uma versão mais em conta, a montadora pensa em uma versão GT.


quinta-feira, 23 de junho de 2011

BMW M5


Quando devemos definir um sedan como um esportivo?
Quando se tem motor de 4.4 litros, V8, twin-turbo, com caixa de câmbio de dupla embreagem automatizada com sete velocidades, capaz de render 560cv e 69,1 kgfm de torque?


Não é apenas isso que compõe um carro esportivo, temos que olhar o resto.
O BMW M5 possui para-lamas alargandos, enfatizando a eficência aerodinâmica. A traseira apresenta um difusor, embora sutil, que equilibra a aparência do carro.



O motor em si, enquanto aparentemente idênticos a outros da marca, possui injeção direta, dual-twin-scroll e turbos. Novo para o M5, porém, é a implementação de Valvetronic, o sistema da BMW de elevação variável de válvulas, melhorado a "respiração" do motor e consequentemente sua resposta.


Conforme o site americano "Road & Track", a BMW relata que o M5 acelera de 0-100 km/h em 4,4 segundos e tem velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente, é claro.


Leve Reestilização do Ford Ká


Alinhando-se ao novo estilo da Ford, o Ka 2012 sofrerá leve reestilização.
O novo Ford Ka possui novo conjunto de para-choque e grade hexagonal, tipico dos carros atuais da Ford, além de faróis com máscaras escuras e novo nicho para os faróis de neblina.
Na parte traseira, as lanternas estão no mesmo estilo que as do Fiesta Sedan, ou seja, estão cinza transparentes, além dos dois refletores na parte inferior.


A mudança por dentro foi bem singela.
Os bancos estão com tecidos diferentes e o quadro de intrumento ganhou um grafismo inédito e iluminação branca ao invés da verde (antiga).

Na mecânica, a única alteração está no isolamento dos amortecedores traseiros, mudança que deixou o compacto mais confortável.
Os motores são os mesmos, ou seja, o 1.0 e 1.6.

Conforme o site do "Auto Esporte", a versão 1.6 passa a se chamar Sport, e terá rodas aro 15, pneus 199/55 e faixas na carroceria, como no Mustang.


A Ford não divulgou o preço do novo Ka, mesmo porque o carro só chega às concessonárias em agosto, no entanto, a previsão é que fique na mesma faixa de preço do modelo atual.


quarta-feira, 22 de junho de 2011

Esportivo híbrido da Toyota


Conforme o site inglês "Auto Car", a Toyota afirmou está "considerando uma versão de produção", do seu conceito esportivo híbrido conversível GRMN.

O GRMN seria alimentado por um motor V6 a gasolina, visando a tração traseira, enquando o motor elétrico, emprestado do Lexus RX-450, visaria a tração frontal.
O veículo poderia acionar o modo silencioso EV na cidade, onde o motor V6 só seria utilizado quando "chamado".

O motor V6, de 3.5 litros, com potência de 249cv, combinado com o motor elétrico, renderia ao esportivo híbrido uma potência máxima de 299cv.

O GRMN tem 4.350 mm de comprimento (4,350 metros), 1.890 mm de largura (1,890 metros) e 1.200 mm de altura (1,200 metros), sendo 270 mm mais longo, 150 mm mais largo e 195 mm menor que o Honda CR-Z, o modelo mais próximo a ser comparado como um carro esporte híbrido.


terça-feira, 21 de junho de 2011

Mitsubishi Evo Hybrid


A notícia do fim do Mitsubishi Lancer Evolution causou uma onda de tristeza para os fãs desse fantástico esportivo japonês. No entanto, uma nova onda de esperança apareceu.

Conforme o site americano "Road & Track", apesar das notícias em relação à suspensão do Evo, Osamo Masuko (Presidente da Mitsubishi Motors) foi ouvido afirmando que a montadora está com a intenção de produzir um carro de alto desempenho no futuro, no entanto, com "tecnologia verde".

Baseado no fato e outros rumores internos, as fontes dos americanos afirmaram que há boa probabilidade da Mitsubishi produzir um novo Evo.

Portanto, o próximo Mitsubishi Evo deverá ser um híbrido, com tecnologia "emprestada" do conceito PX-MiEV, mostrado em 2009 no Tokyo Motor Show.

O conceito citado, possui um sistema híbrido que utiliza motores elétricos em velocidades baixas e médias. Quando o híbrido utiliza o motor a combustão, no caso um motor a gasolina de 1.6 litros, a potência gerada ativa um gerador que por sua vez, alimenta os motores elétricos. Para velocidades altas, o sistema híbirdo PX-MiEV utiliza os dois motores.


MINI Coupe


A MINI, conhecida por seus carros cheios de estilo e agressivos, lançou hoje as primeiras fotos oficiais do novo MINI Coupe


Conforme o site Inglês "AutoCar", o Coupe baseado no Mini Cabriolet virá em quatro versões: o Cooper de nível de entrada, o Cooper S, o SD Cooper e o topo de linha John Cooper Works (JCW).


O MINI Coupe é o primeiro modelo que oferece apenas dois lugares fabricado pela montadora, no entanto, é o mais rápido também.
A versão "top" John Cooper Works (JCW) certamente será a mais desejada, tendo em vista o forte desempenho do motor 1.6 turbo, que gera 211cv.
Segundo a MINI, o Coupe JCW acelera de 0-100 km/h em 6,4 segundos e chega aos 240 km/h.


A remoção dos bancos traseiros do cabriolet significa que este carro também tem a maior capaidade de porta-malas de qualquer modelo Mini atual, de 280 litros.
O novo MINI possui dois spoilers na parte traseira do carro, sendo um spoiler fixos no bordo de fuga do telhado e um spoiler flip-up, que se levanta da cauda em 80 km/h.


Quanto as outras três opções de motorização, todas possuem motor 1.6 e quatro cilindros, sendo duas versões a gasolina e um a diesel. As potências variam entre 122cv e 184cv
Todas as opções têm câmbio manual de seis velocidades, no entanto, quem desejar a transmissão automática, esta é oferecida à parte nas versões Coupe Cooper e Coupe S Cooper.

Conforme informação do site brasileiro "QuatroRodas", todas as versões do MINI Coupe são equipadas com Controle Dinâmico de Estabilidade (DSC), ar-condicionado, direção com servo-assistência elétrica, sensores de estacionamento, bem como o sistema de som com entrada auxiliar e leitura de arquivos em MP3.
A lista de opcionais inclui faróis de xênon (oferecido de fábrica nas versões mais caras), faróis adaptativos, preparação para instalação de rack traseiro, sistema de som de alta qualidade fabricado pela Harman Kardon, Bluetooth e conectividade móvel, que inclui acesso a rádios online e redes sociais.


O MINI Coupe chegará às concessionárias no Reino Unido em 01 de outubro, e os preços ficaram entre £$16.640 para o Cooper e £$23.795 para o JCW.


segunda-feira, 20 de junho de 2011

BMW Série 1 M Coupe no Brasil


A BMW, apresenta aos brasileiros, o novo Série 1 M Coupe, apresentado oficialmente na última edição do Salão de Detroit, no início do ano.


O novo coupe conta com um motor 3.0 biturbo de seis cilindros, capaz de gerar 340cv, com torque "máximo" de 45,8 kgmf.


O Série 1 M Coupe tem trasnmissão manual de seis marchas e segundo a BMW, acelera de 0-100 km/h em apenas 4,9 segundos e tem velocidade total (limitada) de 250 km/h.
Para quem quer mais emoção, o coupe ainda oferece a função "Overboost", que entrega ao motor mais 5,1 kgmf de torque, totalizando 50,9 kgmf de torque.


O BMW Série 1 M Coupe vem equipado com freios com discos de 360 mm na frente e 350 mm atrás. Tudo isso, somado às belas rodas de 19 polegadas e o kit aerodinâmico, que, segundo a BMW, foi desenhado de modo a fazer com que a passagem do ar reduza a turbulência gerada pelas rodas dianteiras, deixam o coupe com um visual bem agressivo.
O coupe da montadora alemã já pode ser encomendado no Brasil por 268.600 reais.




Abaixo, vídeo feito pela BMW para apresentação do novo Coupe no Canadá.

domingo, 19 de junho de 2011

Astra GTC Europeu


Na Europa, a Opel (GM) revelou sua resposta para o coupe Scirocco (VW) e Mégane. Segundo a montadora, o novo Astra estará melhor em termos de design e estilo.
O novo carro definitivamente tem uma forte semelhança com o Astra GTC Concept, que agradou ano passado no Salão Automóvel de Paris.


Na Europa, o Astra irá oferecer quatro opções de motores, sendo um a diesel e três a gasolina. O motor a diesel será um 2.0 CDTI que foi atualizado para a produção de 162cv e 38 kgfm de torque. Acoplado a uma caixa manual de seis velocidades, esta unidade é capaz de impulsionar o Astra de 0-100 km/h em 8,9 segundos.
Quanto aos motores a gasolina, será oferecido em duas versões do motor 1.4, que produzem 118cv e 138cv e uma versão "top" 1.6 turbo que desenvolve 177cv.


Por ora, a GM não deverá comercializar este Astra no Brasil, tendo em vista que a Chevrolet deve anunciar o Cruze hatch e sedan.


sábado, 18 de junho de 2011

Renault Duster vem ai...


A Renault apresentou oficialmente, no Salão de Buenos Aires (dias 17 e 26 de junho), o mais novo concorrente da EcoSport. Vem ai o Renault Duster, a nova arma da montadora francesa para tentar ofuscar o sucesso de vendas da Ford, e tem tudo para ser uma das estrelas do Salão de Buenos Aires.


Conforme publicado no site do "AutoEsporte", o Duster compartilha sua plataforma com a família Logan/Sandero, no entanto, tem uma distância entre-eixos maior, o que dará mais espaços para os passageiros.
O modelo será oferecido com duas opções de motor flex, sendo o primeiro 1.6, com 105 cv e o segundo 2.0, com 143 cv.
A Renault ainda apresentará versões com tração 4x2 ou 4x4 – acionada por um botão seletor localizado no painel central. A princípio, a Renault não pretende ofertar câmbio automático para o utilitário.


O interior do Duster compartilha várias peças com o Sandero, mas tem diferenças em relação ao hatch.
Assim como seus parentes, o Duster deve oferecer espaço suficiente para até cinco passageiros.

O Duster já está sendo produzido na planta de São José dos Pinhais, no Paraná, e será exportado para alguns países da América do Sul.
O Duster deve chegar às lojas brasileiras em meados de outubro ou novembro. O preço ainda não foi divulgado pela Renault, mas deverá ficar próximo ao maior concorrente, o Ford EcoSport.


Jaguar XKR-S 2012


Embora seja baseado no luxuoso XKR coupe, o XKR-S traz mudanças que tornam o carro ainda mais esportivo. As mudanças estéticas são claras: um spoiler dianteiro de fibra de carbono, aerofólio traseiro e spoilers laterais, dentre outros.

As modificações do supercharged e da injeção direta de combustível, o V8 passa de 503 cv e 461 kgfm de torque para 550 cv e 502 kgfm de torque, respectivamente.


Além disso, as mudanças na suspensão são sentidas nesse modelo esportivo da Jaguar, já que a altura do esportivo foi reduzida em 10 mm, além de ter os amortecedores recalibrados para um melhor controle do XKR-S

Em conjunto com as demais alterações faz com que o Jaguar XKR-S se comporte mais como um verdadeiro carro esporte, do que um coupe de luxo esportivo.


O novo Jaguar XKR 2012-S é esperado em breve nas concessionárias dos Estados Unidos, ao preço de 132.000 dólares.



sexta-feira, 17 de junho de 2011

BMW Z2, futura aposta da montadora


Os carros esportivos nunca foram o verdadeiro forte da BMW. A marca alemã conhecida por seus sedãs de luxo tenta quebrar esse tabú.
Conforme o site Inglês "Car Magazine", a marca está preparando um novo coupe esportivo para tentar agradar os consumidores.
A marca que tem sua série esportiva M e o coupe esportivo Z4 à venda (Inclusive no Brasil), tenta fazer dessa nova máquina um sucesso.

O Z2 vai certamente ser um roadster soft-top. O que anima ainda mais, é que ao que tudo indica, a nova BMW poderá ter opção de tração intregral.


A Z2 poderá ter diferentes motorizações, sendo uma versão 2.0 Turbo a gasolina, com 272cv, uma versão com motor 2.0 Turbodisel, com 204cv, ou ainda, uma configuração mais "fraca" do Turbodisel, com 184cv.


A Mazda voltará ao Brasil?


A Mazda anunciou nessa sexta-feira (17), que voltará a comercializar carros no Brasil ainda no ano que vem. Conforme publicação do AutoEsporte, a Mazda terá sua sede no Brasil na cidade de São Paulo.
A princípio, os carros serão importados do Japão e posteriormente, os carros serão importados da fábrica que está sendo construída no México.

O grande crescimento de vendas de veículos nos ultimos anos no Brasil, foi importante para a volta da Mazda ao país. O Brasil já é o quarto maior mercado mundial, atrás da China, Estados Unidos e Japão.

COMENTÁRIO:

Essa é uma ótima notícia para os consumidores brasileiros, já que a Mazda é uma excelente montadora, e ao que tudo indica, virá com carros de pequeno porte para o Brasil.
Com a chegada da Mazda com carros que, aparentemente, são mais modernos que os vendidos atualmente, somado ao sucesso de vendas dos chineses e o seus "preços mais em conta", as marcas tradicionais (FIAT, FORD, CHEVROLET E VOLKSWAGEN) e as em crescimento, terão que se mexer para acompanhar o mercado.
Quem sabe nessa disputa de mercado, o brasileiro não sai ganhando com preços mais justos.